UM DOS MELHORES VINHOS PRODUZIDOS NO BRASIL NOS ÚLTIMOS 20 ANOS

No último sábado, tive o prazer e o privilégio de participar de uma degustação vertical,das sete safras (2000, 2004, 2005, 2006, 2007, 2008 e 2009) de um dos grandes vinhos nacionais, produzidos nas últimas duas décadas.

Estou falando do Merlot Biografia, elaborado pela Maximo Boschi do Vale dos Vinhedos na Serra Gaúcha, que tem como grande diferencial, o seu envelhecimento, durante 10 anos nas caves da vinícola, antes de ser comercializado, ou seja, ele já chega ao mercado pronto para ser consumido, ao contrário da grande maioria dos vinhos de guarda, produzidos no mundo, que depois de comprados, ainda precisam ficar envelhecendo por um longo tempo.

Foi uma experiência incrível, degustar ao mesmo tempo, sete vinhos brasileiros, com tamanha  qualidade, cada com as suas peculiaridades, mostrando a verdadeira expressão de cada safra.

Fiquei muito feliz em constatar a vitalidade e a saúde de um vinho nacional, prestes a completar 20 anos de idade.

Não vou comentar, sobre cada um dos vinhos provados, para não estender este post, mas resumindo, apenas digo que são vinhos elegantes, estruturados, macios, equilibrados e de longa persistência,  elaborados seguindo o estilo Velho Mundo, bem diferentes de chilenos, argentinos, americanos, etc…

A partir da edição 2007, passou a se chamar  Maximo Boschi Biografia Merlot(tem também um Cabernet Sauvignon), sua produção é limitada e todas as garrafas são numeradas, nas 3 primeiras safras(2000, 2004 e 2005) foram elaborados com uvas da Serra Gaúcha, da safra 2006 em diante, passou a ser produzido, com uvas cultivadas no município de Bagé na região da Campanha.

A degustação foi realizada pela confraria Clube do Tinto de Porto Alegre, fundada há 14 anos e teve a presença de Renato Antonio Savaris, um dos proprietários da Maximo Boschi que conduziu a degustação e contou um pouco da história da vinícola.

A partir de hoje, não aceito mais críticas sobre a qualidade dos vinhos brasileiros, vindas de quem nunca tomou um Maximo Boschi Biografia.

UM TINTO ITALIANO DA SERRA CATARINENSE

Desconhecida da grande maioria dos brasileiros, a casta italiana Refosco dal Peduncolo Rosso, cultivadas numa altitude média de 1.280 metros, na Serra Catarinense, deu origem à mais um grande vinho nacional.

Pois este varietal que leva a mesma denominação da uva, é um tinto de grande qualidade, da safra 2017, foi produzido pela bela vinícola catarinense, Leone di Venezia, localizada no município de São Joaquim, fundada por um neto de imigrante italiano que estudou enologia na Itália, surgindo dai a inspiração para o nome da vinícola e por fazer vinhos com uvas daquele país. 

Na análise visual, o vinho apresentou uma coloração rubi violáceo, brilhante e intransponível, aromas intensos de frutas vermelhas maduras, café, tostado de barrica e notas de especiarias, na boca mostrou muita potência, taninos marcantes e ótima acidez, no retrogosto confirmou os aromas e o final é de grande persistência. Maturou 18 meses em barricas de carvalho e o teor alcoólico  de 14,6%, é resultado de uvas, colhidas super maduras.

Realmente um grande vinho que me fez lembrar de alguns ótimos tintos italianos que provei.

Como dizemos aqui no Sul, “um baita vinho!”

BAR DE VINHOS EM FLORIPA

Durante o pequeno tour que fizemos pela Ilha de Florianópolis, na última semana, fomos conhecer o The Wine Pub, um bar de vinhos que funciona há dois anos, no Largo Benjamin Constant, no centro histórico da Capital Catarinense.

A direita de quem entra no salão, estão instaladas as seis máquinas WineStation, com capacidade para quatro garrafas cada, totalizando 24 rótulos de vinhos brancos, rosés e tintos, das principais regiões produtoras do mundo, inclusive do Brasil.

Na entrada o cliente recebe um cartão chipado, com limite de 300 reais recarregáveis e uma taça, a partir dai basta se dirigir às estações, escolher o vinho que deseja provar, introduzir o cartão no compartimento no lado esquerdo superior  da máquina, posicionar a taça embaixo da torneira, selecionar a dose desejada, entre 50, 75 e 150 ml e apertar o botão, imediatamente a sua taça estará servida, depois disso, é só repetir quantas vezes  o seu fígado e o seu bolso suportarem.

Os preços variam de acordo com o vinho e a dose escolhida, no dia em que lá estivemos, havia vinhos a partir de R$8,00, a dose de 50ml. Para alguns vinhos mais caros, existem doses de 30ml.

Também existe a possibilidade de pedir vinhos ou espumantes em garrafa e várias opções de entradas, com tábua de queijos variados, Bruschettas, frios e pratos mais elaborados, como o maravilhoso ragú de cordeiro que comemos.

A decoração do ambiente é simples e despojada, o clima é  alegre e descontraído, o atendimento é rápido e cordial e o proprietário simpático e sempre atento, circula com frequência entre as mesas.

Recomendamos o The Wine Pub a todos que visitarem a bela e encantadora, Floripa!

Com certeza voltaremos!!!     

A FESTA DO MALBEC NO CONSULADO ARGENTINO

Na última terça-feira, 16 de abril, estive presente no Consulado Geral da República Argentina de Porto Alegre, para participar de mais uma edição, da tradicional comemoração do Malbec World Day, um evento exclusivo, para convidados.

Assim como nas edições anteriores, as dependências do Consulado Argentino, estavam lotadas de enófilos que circulavam entre os stands de importadoras e produtores que participaram da festa do Malbec: Gran Cru, Vinhos do Mundo, Terrunyo, La Charbonnade,Sommelier Vinhos,Armazém dos Importados,Interfood,Suzana Balbo Wines e Vinecol Vinhos Orgânicos.

Não contei, mas pelas minhas estimativas, havia em torno de 100 rótulos disponíveis para degustação, porém por motivos óbvios, não provei todos, optei por degustar apenas aqueles que eu ainda não conhecia.

No geral, todos os vinhos eram de boa qualidade, a grande maioria, varietais de Malbec, os vinhos da RED PURO- Organics Vineyard By Vinecol de Mendoza, foram os meus destaques da noite, tanto pela ótima qualidade, quanto pelos seus preços acessíveis.

Além da grande variedade de vinhos e de uma farta mesa de iguarias, um show de tango ao vivo, abrilhantou a linda noite da festa do Malbec no Consulado Argentino de Porto Alegre.  

QUER IR A FRANÇA EM MAIO?

A empresária e enóloga Maria Amelia Duarte Flores, especializada em levar pequenos grupos de enófilos, pelas principais regiões vinícolas do mundo, lançou um novo tour por três das regiões mais emblemáticas da França: Bordeaux, Borgonha e Alsácia, no período de 13 a 25 de maio.

Pommard Village- Borgonha(foto ilustrativa)

A programação vai mesclar degustações de vinhos, história, visitas a pequenos vilarejos e três cidades impressionantes:Bordeaux, Lyon e  Estrasburgo. Os participantes ainda terão a possibilidade de visitar a Vinexpo Bordeaux, uma das maiores feiras mundiais do setor de vinhos. 

O tour será realizado em 3 etapas, os interessados poderão optar pelo roteiro completo ou parcial.

A viagem está confirmadíssima, o número mínimo de inscritos já foi alcançado, restando apenas as últimas vagas.   

Haverá saídas de várias cidades do Brasil, para informações mais detalhadas, os contatos poderão ser feitos através do watsapp (051)9331 6098 ou pelo e-mail vinhoearte@gmail.com