Category: Merlot

22 VINHOS TINTOS BRASILEIROS ENTRE 56 E 99 REAIS

Por , 19/07/2017 19:47

 

Olá amigos!

É importante registrar que  todos estes vinhos, são produtos de qualidade diferenciada,  alguns inclusive são campeões de vendas nas vinícolas que os produzem.

Tirando um vinho da Villa Francioni que é de Santa Catarina, todos os demais são gaúchos das regiões da Serra, Campanha, Campos de Cima da Serra e Serra do Sudeste(Encruzilhada do Sul).

Segue a relação

* 01-Pizzato Merlot Reserva 2013- 69,00

02-Luiz Argenta Cabernet Franc- 63,00

03-Cave de Pedra Adaga Sangiovese 2012- 79,90

*04-Valmarino XX Cabernet Franc 2015- 99,00

05-Viapiana Expressões Merlot 2012- 78,00

*06-R&D Salamanca do Jarau Cab.Sauv. 2012- 78,00

*07-Aracuri Pinot Noir 2016- 69,90

08-Alma Única Reserva Syrah 2014- 74,00

*09-Terragnolo Reserva Merlot 2012- 73,00

10-Villa Francioni Francesco 2012- 82,00

11-Vinhedos Capoani Merlot/Tannat 2013- 66,00

*12-Don Cândido Documento Merlot 2011- 72,00

*13-Vallontano Merlot Reserva 2012- 58,00

*14-Angheben Touriga Nacional- 75,00

15-Guatambú Rastros do Pampa Pinot Noir 2016- 89,00

*16-Pizzato Fausto Verve Gran Reserva 2012- 93,00

*17-Pizzato Concentus- Blend 2013- 95,00

*18-Miolo RAR Cab.Sauvignon/Merlot 2011- 79,90

*19-Barcarola Specialitá Teroldego 2012- 67,00

20-Don Abel Premium Tannat 2013- 69,00

21-Alma Única Reserva Merlot 2012- 67,00

*22-Lídio Carraro Dádiva Pinot Noir 2016- 56,00

Os vinhos que estão com um asterisco ao lado do número, são aqueles que eu já degustei e posso afirmar que todos são bons, mas alguns são ótimos e outros são bons custo/benefício.

Os ótimos na minha opinião são:

Valmarino XX Cabernet Franc 2015

abcabernetfracaxx

Pizzato Fausto Verve Gran Reserva 2012

abcfausto

Os melhores custo/benefício:

Vallontano Merlot Reserva 2012

Lídio Carraro Dádiva Pinot Noir 2016

Os vinhos desta relação, estão a venda na Loja Vinhos e Sabores de Porto Alegre, mas possuem serviço de entrega para todo o Brasil.

Ao finalizar gostaria de esclarecer que as indicações que fazemos em todas nossas mídias,  não envolvem nenhum tipo de pagamento, favores ou quaisquer outros tipos de benefício. Nosso único compromisso é  com os amigos que acessam os nossos conteúdos. 

O Melhor Vinho Brasileiro na Opinião dos Consumidores

Por , 03/05/2017 11:47

Ao contrário da grande maioria dos eventos, onde a escolha dos melhores vinhos, normalmente é feita pelos experts, nesta enquete realizada através da página no Facebook- @vinhosdoumpierre- ,  o melhor vinho brasileiro, foi escolhido pelos consumidores.

A consulta foi realizada no período, entre 20 de abril a 1º de maio deste ano e contou com a participação  de 212 consumidores, de vários estados e municípios do nosso país.

A votação foi espontânea, não foi elaborada nenhuma relação com nomes ou safras de vinhos, para evitar qualquer tipo de condicionamento nas respostas.

As pessoas responderam a seguinte pergunta: Qual o melhor vinho brasileiro na sua opinião?

Em função do formato da enquete, o resultado ficou bem pulverizado, com 86 vinhos obtendo de  1 a 30 votos.

Os cinco vinhos mais votados receberam 41,04% dos votos. Os outros oitenta e um vinhos receberam 58,96%  

O vinho mais votado pelos participantes, foi o Maximo Boschi Biografia Merlot, elaborado com uvas cultivadas na região da Campanha, pela  Maximo Boschi, uma pequena vinícola da Serra Gaúcha, focada na produção de vinhos e espumantes de alta qualidade, em pequenas quantidades.

Na minha opinião o título de melhor vinho brasileiro, ficou em boas mãos!

Segue o ranking dos cinco vinhos mais votados:

1º Lugar – Maximo Boschi Biografia Merlot –  30 votos – 14,62% – preço R$ 126,00

aenquete9

2º Lugar – Miolo Lote 43- 25 votos – 11,79%- preço R$ 145,00

aenquete2

3º Lugar – Villaggio Grando Innominabile Lote IV – 13 votos – 6,13%- preço R$ 99,00

aenquete10

4º Lugar – Salton Desejo Merlot- 10 votos – 4,72%-preço R$ 83,00

aenquete11

5º Lugar – Casa Valduga Storia- 9 votos – 4,24%- preço R$218,00

aenquete4

 

 

 

Às cegas Don Abel Rota 324 supera nacionais caros e famosos

Por , 08/04/2017 16:42

Em degustação às cegas realizada pelo Clube do Tinto, na noite da última sexta-feira, tendo como tema, os diferentes terroir do Brasil, o grande vencedor da noite, surpreendendo alguns vinhos mais caros e famosos, foi o Don Abel Rota 324  safra 2012, Cabernet Sauvignon((97,00) , produzido pela vinícola Don Abel, do município de Casca-RS.

abcdonabel

Os demais concorrentes, foram o Miolo Merlot Terroir(126,00),  do Vale dos Vinhedos, o Miolo Testardi Syrah(146,00) do Vale do São Francisco, o Salamaca do  Jarau, Cabernet Sauvignon(78,00),  da Campanha Gaúcha, o Pericó Benedictum Cabernet Sauvignon(159,00), da Serra Catarinense e o Aracuri Collector, Cabernet Sauvignon(79,00), dos Campos de Cima da Serra, todos da safra 2012.

A degustação, contou com a presença de 13 confrades, 8 dos quais votaram no vinho de numero 1  que após a retirada do papel alumínio que encobria as garrafas, foi constatado que se tratava do Don Abel .   

O Grande Vinho Nacional do Ano

Por , 31/12/2016 09:47

Quase ao apagar das luzes deste 2016, acabei tomando um dos melhores tintos brasileiros do ano e talvez de todos os anos.

Fiquei impressionado com a grande qualidade deste vinho, no visual apresentou um rubi granada transparente, com discretos sinais de evolução, aromas intensos e agradáveis de frutas vermelhas, baunilha, especiarias e um leve toque da madeira, me lembrou nitidamente de um  bom Nebbiolo do Piemonte ou algo semelhante, na boca é pura elegância, com taninos bem presentes, boa acidez, carvalho integrado e um final de grande persistência, as cegas eu diria que é um Velho Mundo tradicional.

Existem vinhos que me agradam, mas existem alguns que me encantam ! Pena que a tecnologia ainda não permite fotografar os aromas e sabores de um grande vinho !

abinnomi2

Estou falando de um assemblage não muito usual  aqui no Brasil, elaborado com 6 castas: Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc, Malbec, Merlot, Pinot Noir e Petit Verdot, das safras de 2004 a 2007, colhidas entre abril e maio de cada ano.

Os vinhedos  estão localizados na região de Herciliópolis, município de Água Doce, nos campos de Altitude de Santa Catarina, a 1.300 metros acima do nível do mar. Após a vinificação o vinho passou um período de 6 meses em barricas novas de carvalho francês. Sua graduação alcoólica é  13.8%  e foram produzidas apenas 13.213 garrafas de um único lote.

abinnomi4

Este vinho é uma verdadeira obra de arte da enologia, de autoria da vinícola Villágio Grando que lhe deu o nome de INNOMINABILE, por acreditar que esta é a única forma de descrever este maior símbolo de uma nova era nos vinhos Brasileiros. Innominabile significa algo que não se pode denominar.

A partir de agora o  INNOMINABILE  já  tem um novo significado, pode ser utilizado como sinônimo de  GRANDE VINHO !

Um grande vinho brasileiro pode estar a caminho

Por , 26/12/2016 16:06
A cada dia vai se confirmando a previsão de uma excelente e  quem sabe até, uma safra histórica na Serra Gaúcha em 2017.
A medida que vai se aproximando a data da colheita, vai aumentando a expectativa e o entusiasmo do grupo que está participando do Winemaker  Vinhos Tintos V, com a possibilidade de elaborar um grande D.O. Vale dos Vinhedos Merlot .
Segue abaixo, informações e imagens dos vinhedos, feitas hoje pela equipe da Miolo : 
Os dias mais quentes e as noites com temperaturas baixas, favorece o metabolismo de compostos muito importantes para a estabilidade da cor dos vinhos.  
Aqui no Grupo Miolo o trabalho continua a todo vapor, os Vinhedos estão ficando coloridos! 
abpintor
 
Sim, está iniciando a fase Pintor, aonde os cachos vão ganhando a sua coloração típica. Essa fase fenológica marca o inicio da Maturação. 
 
As bagas de uva deixam de ser verdes e duras e passam a ter elasticidade e cor tintas, no caso das castas tintas, e translúcidas ou amarelado, no caso das brancas. 
abpintor1
Essa fase é acompanhada pelo início da acumulação de açúcares e da diminuição da acidez. 
 
Chegou o período mais importante para nossos Vinhedos. 
Bons presságios nos acompanham! Venha 2017!
 

50 tintos nacionais abaixo de 50 reais

Por , 04/12/2016 16:14

 Olá amigos

Nas minhas andanças pelas redes virtuais e até mesmo em conversas presenciais, é fácil de constatar que o consumidor brasileiro, conhece mais os vinhos chilenos e argentinos, do que os vinhos nacionais, principalmente aqueles produzidos pelos pequenos produtores, pois  não estão na mídia e muito menos nas prateleiras  das redes de supermercados e aqueles que estão, ficam posicionados em locais secundários. 

O intuito desta postagem é mostrar que existem sim, vinhos nacionais de boa qualidade a preço acessível.

Nesta nossa primeira relação, selecionamos 50 rótulos de pequenos, médios e grandes produtores a preços inferiores a 50 reais, alguns serão encontrados nos supermercados, outros em lojas especializadas e nos sites das próprias vinícolas e muitos em lojas virtuais.

abar

01- Aracuri Merlot      49,00         

02-Aracuri Cab. Sauvignon 49,00

*03-Batalha Merlot 45,00              

*04-Batalha Cab. Sauvignon 49,00    

05-Barcarola Cab.Sauvignon 42,00

06-Barcarola Tannat 49,00  

07-Casa Valduga Origem Cab.Sauvignon 39,00

*08-Casa Venturini Tannat 49,00 

09-Casa Venturini Merlot 49,00

10-Casa Venturini Cab.Sauvignon 49,00

11-Dal Pizzol do Lugar Cab.Franc 39,90

12-Don Abel Reserva Merlot 49,90

13-Don Abel Reserva Cab.Sauvignon 49,90

14-Don Guerino Vintage Malbec 48,00

*15-Don Guerino Reserva Teroldego 49,00

16-Don Guerino Tannat 39,90

17-Don Guerino Merlot 39,90

18-Don Guerino Cab.Sauvignon 39,90

19-Don Laurindo Reserva Merlot 34,00

20-Don Laurindo Reserva Cab.Sauvignon 34,00

21-Don Miguel Merlot 47,00

22-Don Miguel Cab.Sauvignon 47,00

23-Dunamis Cor Assemblage 45,00

24-Guatambu Estância Assemblage 33,00

*25-Lídio Carraro Agnus Tannat  44,00

26-Lídio Carraro Agnus Cab.Sauvignon 44,00

27-Lídio Carraro Agnus Merlot 44,00

*28-Malgarim Ouro Merlot 48,00

29-Malgarim Ouro Cab.franc 48,00

*30-Malgarim Assemblage 34,90

31-Maximo Boschi Merlot Leve 49,90

32-Miolo Reserva Merlot 44,00

33-Miolo Reserva Cab.Sauvignon 44,00

34-Miolo Reserva Tannat 44,00

35-Miolo Reserva Pinot Noir 44,00

*36-Perini Barbera 48,00

37-Pizzato Fausto Cab.Sauvignon 49,00

38-Quinta Don Bonifácio Tannat 43,00

39-Quinta Don Bonifácio Refosco 43,00

*40-Routhier & Darricarere Assemblage 37,00

*41-Ruby Cabernet Sauvignon-Campos de Cima 49,10

42-Salton Paradoxo Cab.Sauvignon 39,90

43-Salton Paradoxo Merlot 39,90

*44-Salvattore Merlot 43,00

45-Salvattore Cab.Sauvignon 43,00

*46-Sozo Reserva Pino Noir  44,90

*47- Valmarino Sangiovese 39,90

48-Valmarino Tannat 39,90

*49-Valmarino Merlot 39,90

*50-Valmarino Cab.Sauvignon 39,90

Destes 50 rótulos, eu degustei os  15 que estão marcados com asteriscos,  os demais são indicados por enólogos, sommeliers e especialistas.

Espero que esta relação  seja útil e caso necessitaram de alguma informação adicional, estou a disposição, em nossa página no Facebook – facebook.com.br/blogdoumpierre ou @blogdoumpierre.

 

 

 

Aprendendo a fazer vinho !

Por , 26/11/2016 12:10

Depois de realizar a poda seca no mês de agosto, neste início de novembro, realizamos a  poda verde nas vinhas do projeto Winemaker da Miolo que consiste em retirar o excesso de folhas da frente dos cachos, para que as uvas recebam mais luz solar.

abcvinhedo

Em 3 meses(início de março), elas deverão estar em condições de serem colhidas e prontas para iniciar o processo de vinificação e se Deus quiser, lá estaremos para participar de mais esta etapa.

Em junho retornaremos novamente à vinícola, para definir se faremos ou não, um corte com alguma outra casta.

Ainda em junho, definiremos qual o  tipo de barrica será utilizada no envelhecimento do vinho e o tempo de maturação.  

Se tudo continuar correndo bem, as uvas Merlot deste vinhedo, darão origem a um vinho premium, com a denominação DO Vale dos Vinhedos, safra 2017 !

Cada participante do projeto, receberá 10 caixas deste vinho com o seu rótulo personalizado, podendo optar pela aquisição a parte, de um volume maior de garrafas. 

Surge um novo terroir na fronteira Argentina !

Por , 07/10/2016 16:28

Localizado na Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul, no município de São Borja, fundado pelos padres jesuítas em 1682, considerada uma das civilizações mais antigas do estado, a família Malgarim encontrou um modo de resgatar suas origens e produzir um vinho que expressasse as características de um terroir único e de qualidade.

A Malgarim Vinhos deu início ao cultivo das videiras há 15 anos , com mudas  importadas da França, visando elaborar vinhos diferenciados, para que cada rótulo leve até  seus apreciadores a história das missões gaúchas.

No portfólio da vinícola constam quatro  vinhos tintos varietais( Tempranillo, Merlot, Cabernet Sauvignon e Cabernet Franc), um assemblage composto pelas uvas Merlot, Cabernet Franc e Cabernet Sauvignon), além dos brancos Riesling e Sauvignon Blanc. A produção é limitada a poucas unidades de cada rótulo, seguindo o conceito de vinhos de boutique.

Ouvi falar que o melhor vinho da Malgarim é o Tempranillo, mas quando tentei comprar  pelo site da vinícola, já havia esgotado.

Acabei comprando  uma caixa com duas garrafas de Merlot, duas de Cabernet Franc e as outras duas do Assemblage e recebi antes do prazo estipulado no site .

img_3638

Dos seis vinhos comprados, bebi apenas o Assemblage safra 2013 e achei bem interessante ! Apresenta aromas persistentes e agradáveis de frutas vermelhas, na boca é elegante, corpo médio, taninos macios, boa acidez e final de persistência média, sua graduação alcoólica é de 12.5%, seguindo uma tendência mundial de se fazer vinhos com teores de álcool mais baixos. Realmente é um vinho diferente dos produzidos em outras regiões do nosso estado.

Aproveite, pois as últimas 100 garrafas estão em promoção no site da vinícola, de R$59,90 por R$34,90 e frete grátis na compra de uma caixa .

Vale muito a pena , ótimo custo/benefício !

img_3681

Projeto Winimaker da Miolo – O Sonho do Vinho Próprio

Por , 08/08/2016 18:40

Qual o enófilo que não sonhou um dia, em fazer o seu próprio vinho ? Pois eu, na condição de discípulo de Baco, mesmo tendo consciência  que as chances eram  remotas, as vezes imaginava esta possibilidade.

Acontece que há cerca de uns dois meses atrás, eu li uma publicação na internet  informando que  estavam abertas as inscrições para  um curso, onde uma renomada vinícola gaúcha, oferecia toda a sua estrutura e  know-how aos interessados, justamente em  realizar este sonho.

Estando eu, já numa fase da minha existência, em que o tempo vivido é maior do que o tempo que resta à viver, achei que deveria investir na realização deste sonho e decidi fazer a minha inscrição.

Lembrei das palavras de Antoine  de Saint-Exupéry que dizia: ” desta vida nada se leva…A não ser a vida que se leva…Só se deixa.”

Então quero deixar um vinho que eternize a memória deste enófilo.

awinemaker

O projeto Winimaker da Miolo, destinado a ensinar os participantes a elaborar o seu próprio vinho, começa nesta sexta-feira 12/08, em sua primeira etapa que tratará da pode seca.

apoda1

Durante quase 1 ano, um grupo de pessoas de vários estados do Brasil, participará de encontros periódicos na sede da vinícola, no Vale dos Vinhedos, em Bento Gonçalves, onde o corpo técnico da Miolo, sob a coordenação do seu diretor Adriano Miolo, ensinará na prática e na teoria, todos os processos, para a produção de um vinho com a D.O. Vale dos Vinhedos.aselo
Estaremos lá para participar desta experiência inédita e realizar o sonho improvável de  produzir o nosso próprio vinho.

acartão

Comprando Vinhos em Tempos de Crise

Por , 13/07/2016 16:34

Em tempos de crise, de aumento de tributação e do dólar, o ideal  é procurar vinhos bons e baratos, mas convenhamos que isto não é uma tarefa fácil, pois via de regra, o vinho de  preço muito baixo, significa  vinho de baixa qualidade .

Na dúvida compre um vinho que caiba no seu orçamento, pois se ele for ruim,  pelo menos não vai afetar o seu bolso e se for bom você terá feito uma bela descoberta.

Até alcançar um nível razoável de conhecimento, muito vinho ruim você ainda vai tomar, independente de serem caros ou baratos e  não tem como ser diferente, pois é  somente tomando vinhos ruins que aprendemos a conhecer os  bons .

Porém se você quiser reduzir as chances de errar, peça dicas para amigos que tenham algum conhecimento, ou compre vinhos nas promoções em lojas especializadas, pois ali você  poderá encontrar um profissional que vai lhe indicar bons custos/benefícios.

E por falar em indicação, mesmo que você não tenha pedido, segue uma que dificilmente você vai se dar mal .

photo2 (4) (254x640)

Este Merlot da vinícola Valmarino, assim como o seu Cabernet Sauvignon, estão custando no site da Loja Vinhos & Sabores, menos de 40 reais.

 

Panorama Theme by Themocracy