A democracia do Enoblogs

Publicar 15 ou mais posts em sequência, para ocupar toda a primeira página do feed do Enoblogs, pode até ser uma boa estratégia de marketing, mas tenho dúvidas se é uma atitude ética. No meu entender isso cria uma certa desigualdade entre os mais de 500 blogs que fazem parte desta blogsfera do vinho.

Como podem constatar, não sou profissional do ramo  e nem tenho pretensão ou talento para tal empreitada,  minha única e exclusiva intenção, é poder eventualmente, compartilhar  as minhas experiências de enófilo, e é nesta condição que as vezes me sinto um pouco incomodado, quando vejo estas publicações em série tomar conta de toda a página principal do feed do enoblogs, empurrando para as páginas secundárias os demais posts, mas com certeza, não é nada que vá atrapalhar o meu sono, pois para mim, escrever é apenas uma diversão

Mas enfim, como não existe uma regulamentação proibindo este formato de publicação, então está tudo certo, no final das contas , é possível que seja um certo exagero ou implicância da minha parte.

De qualquer forma, como o Enoblogs é uma democracia,  decidi deixar registrado o meu ponto de vista.

Desejo a todos uma excelente semana !

8 comments for “A democracia do Enoblogs

  1. 17/03/2014 at 01:32

    Oi Paulo,

    É verdade. Infelizmente um blog especificamente faz todos os posts e os publica de uma só vez. Com isso, todos os posts são indexados de uma só vez e acabam por lotar a home do Enoblogs.

    Ainda estou tentando evitar que isso aconteça sem precisar filtrar os posts, pois seria uma forma de censura e não é esse o objetivo do Enoblogs.

    Agradeço seu post e seus comentários.

    um abs!
    Alexandre

  2. 17/03/2014 at 12:33

    Prezado Alexandre!

    A atitude do Enoblogs está corretíssima, também sou contrário a qualquer tipo de censura.
    O ideal é que as pessoas refletissem a respeito e procurassem encontrar alternativas, para evitar que a grande maioria dos blogs sejam prejudicados na visualização de suas publicações.

    Um abraço

    Paulo

  3. Paulo Marcondes
    17/03/2014 at 12:51

    Parabéns Umpierre,
    Finalmente alguém teve coragem de expor esse absurdo e falta de respeito que aquele jornalista comete. Espero que que a administração do enoblogs possa através do diálogo advertir e evitar que essa prática nefasta permaneça.
    Um abraço,
    Paulo Marcondes

  4. 17/03/2014 at 13:23

    Olá Paulo!

    Tenho a impressão que o bom senso vai prevalecer e em breve vai surgir uma solução que seja do agrado de todos.

    Obrigado pelo elogio e pelo comentário.

    Um abraço

    Paulo.

  5. 20/03/2014 at 00:14

    Paulo, eu sempre observei, mas levava numa boa. Pensei que ele só escrevesse um dia na semana, entao aproveitava para publicar tudo que podia.
    Sinceramente acho chato, mas nao sei o quanto pode ajudar o blog dele e nos prejudicar. O que eu me pergunto é será que alguém lê todos?
    Continue escrevendo e vamos em frente!
    Abraço,

    Ale Esteves
    http://www.damadovinho.com.br

  6. 20/03/2014 at 11:09

    Prezada Alessandra!

    Os posts que aparecem na primeira página do feed do Enoblogs, com certeza possuem mais chances de serem lidos, desde que o assunto seja atraente.
    O prejuízo está, na medida em que a publicação de vários posts em sequência, empurra os demais, para as páginas secundárias, de menor visibilidade.
    Mas como já citei, não é nada que atrapalhe o meu sono, apenas incomoda um pouquinho! rsrs!
    Fico muito grato pelo comentário!
    Um abraço
    Paulo

  7. viní franco
    21/03/2014 at 16:44

    Olá pessoal, parabéns pelo posto Paulo !

    É verdade quando diz, que as chances de ler os posts nas páginas seguintes é menor, confesso que sou um dos que deixa de ler…

  8. 21/03/2014 at 20:35

    Prezado Vini!
    São tantas coisas para se ver e ler na internet que você, eu e a grande maioria das pessoas, acabam lendo somente o que está mais fácil de visualizar. Não temos tempo para ficar lendo as páginas seguintes, salvo raras exceções.
    Obrigado pelo comentário!
    Um abraço
    Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *