OS DIFERENTES ESTILOS DO DON MELCHOR AO LONGO DE TRÊS DÉCADAS

Na última segunda-feira, dia 06 de agosto, eu tive o prazer e o privilégio de participar de uma degustação vertical,com dez safras do vinho chileno Don Melchor, considerado em alguns anos,  o melhor Cabernet Sauvignon do mundo.

A degustação foi realizada na loja Vinho e Arte,do Hotel Plaza São Rafael, no Centro Histórico de Porto Alegre.

Entre os vinhos degustados, havia um exemplar da primeira safra(1987) e outro da safra mais recente(2015).  

Inicialmente degustamos os vinhos mais antigos: 1987, 1989, 1990, 1993 e 1995.

Na sequência,degustamos os vinhos das safras 1998, 2005, 2009, 2014 e 2015.

Os vinhos pertenciam a coleção pessoal da enóloga e empresária gaúcha, Maria Amélia Duarte Flores, proprietária da Vinho e Arte que também coordenou o evento.

Foi muito gratificante degustar de uma só vez, dez safras deste ícone da América do Sul e  analisar as suas diferentes propostas ao longo de três décadas.

Fiquei encantado com o vinho da primeira safra(1987), onde ficou evidente o estilo Velho Mundo. Apresentou aromas discretos e agradáveis, boa estrutura e elegância,apesar dos seus 31 anos de idade, mantinha boa acidez e final persistente, seu teor alcoólico era de 12.5%.

Dos mais modernos, gostei muito das safras 2005 e 2009, porém são vinhos mais potentes, com taninos adocicados,madeira mais presente,menor acidez e maior teor alcoólico, bem ao estilo Novo Mundo.

Estilos e paladares a parte, o mais importante é que o Don Melchor é um vinho reconhecido em todo o mundo, pela sua qualidade excepcional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *