VINÍCOLA BRASILEIRA ACEITA PAGAMENTO EM BITCOIN

Buscando inovar em todos os âmbitos, vinícola gaúcha especializada em vinhos de alta qualidade, divulgou recentemente que está aceitando pagamentos em Bitcoin, para tanto já está cadastrada no Blockchain, o “livro-chave” onde constam e ocorrem todas as negociações com a criptomoeda, sempre autenticadas três vezes por mineradores para certificar  a veracidade da operação. O procedimento é muito seguro e confiável, representando inclusive, maior segurança tanto para os clientes, como para a própria vinícola.

Para os que ainda não conhecem do que se trata, Bitcoin é uma criptomoeda descentralizada, uma forma de dinheiro eletrônico que permite transações financeiras e comerciais sem intermediários, mas verificadas por todos os usuários da rede, pois são gravadas em um banco de dados distribuídos, chamado de blockchain, uma estrutura sem uma entidade administradora central o que torna inviável qualquer autoridade financeira ou governamental manipular a sua emissão e valor, ou induzir inflação com a produção de mais dinheiro. Empresas de vários países, já estão aceitando Bitcoins como pagamento pela compra de seus produtos.

No Brasil, a vinícola pioneira neste modelo de transação, é a Maximo Boschi do Vale dos Vinhedos, também conhecida por ser a única que possui uma linha de vinhos que são colocados a venda no mercado, após 10 anos de envelhecimento.

Ao optar pelo pagamento com a criptomoeda, o cliente deverá entrar em contato com a área de vendas da Maximo Boschi, solicitando a tabela de valores em Bitcoin. O pagamento é realizado pelo comprador, inserindo através de sua carteira, o endereço público de recebimento, que nada mais é do que o “número da conta” registrado no Blockchain e previamente informado pela vinícola.

Desta forma, apesar de ainda ser um pouco manual, pela proximidade e facilidade de comunicação, a Maximo Boschi consegue oferecer uma ótima cotação frente ao real.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *